Mercado Imobiliário

02 Dezembro 2019

Indicadores de atividade e de emprego na indústria da construção alcançaram maior nível dos últimos 7 anos

Indicadores de atividade e de emprego na indústria da construção alcançaram maior nível dos últimos 7 anos

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou na última semana de novembro que os indicadores de atividade e de emprego na indústria da construção alcançaram maior nível dos últimos 7 anos, segundo levantamento realizado entre os dias 1º e 12 de novembro, com 483 indústrias da construção.

Segundo a CNI, o índice de nível de atividade do setor alcançou 49,9 pontos no mês de outubro/19, valor semelhante ao registrado no fim de 2012. Já o índice de número de empregados ficou em 48,5 pontos, também o maior valor desde outubro de 2012. Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos.

De acordo com o levantamento, a chamada ‘utilização da capacidade operacional’ ficou em 62% em outubro, nível três pontos percentuais acima do registrado em 2018 e igual à média histórica do setor. A ociosidade na construção também tem diminuído desde maio deste ano.

De acordo com a CNI, o Índice de Confiança do Empresário da Construção (ICEI-Construção) também teve alta, subindo para 62 pontos neste mês de novembro, apresentando alta de 3,2 pontos em relação a outubro. O indicador também está 8,4 pontos acima da média histórica, que é de 53,6 pontos. Por todos os indicadores de expectativas terem ficado acima da linha divisória dos 50 pontos, vemos que os empresários esperam o crescimento da atividade, do emprego, da compra de matérias-primas e de novos empreendimentos e serviços nos próximos seis meses.

Ao mesmo tempo, a disposição para fazer investimentos também apresenta sinais de melhora, pois o índice de intenção de investimentos, que está relacionado com a compra de máquinas e equipamentos, pesquisa, desenvolvimento e inovação de produto ou processo, aumentou para 37,9 pontos e está 5,4 pontos acima do registrado há um ano e 4,1 pontos acima da média histórica.